Quinta-feira, 16 de Outubro de 2008

Os algoritmos - raiz quadrada não exacta

A situação anterior diz respeito a uma raiz exacta, isto é, o número 66 564 é um quadrado perfeito.

 

A situação que vamos propor corresponde a um número que não é um quadrado perfeito, que resulta de elevar ao quadrado a raiz que vamos calcular e que vai ter duas casas decimais, isto é, vamos fazer uma aproximação às centésimas.

Consideremos a extracção da raiz quadrada do número 2745, aproximada às centésimas. Como proceder?

 

  • Escrevemos o número debaixo do sinal de radical, dividimo-lo em classes de dois algarismos da direita para a esquerda, colocamos uma vírgula à direita do 5 e acrescentamos quatro zeros (são dois zeros para cada casa decimal na raiz).

 

Quanto ao resto procedemos como no caso anterior.

 

  • Calculamos o maior quadrado perfeito imediatamente inferior à classe mais à esquerda, que é 27, neste caso. O quadrado é 25.

 

E continuamos tal como fizemos no caso anterior.

 

A cada classe de dois algarismos corresponde, na raiz, apenas um algarismo. O nosso número com os zeros acrescentados tem oito algarismos e a raiz apenas quatro. A raiz não é exacta porque obtemos um resto – 0,2879.

 

 

 

Vamos agora verificar se a raiz está correctamente calculada, aplicando a operação inversa. Vamos multiplicar

 

52,39 x 52,39 = 2744 , 7121

 

Como verificamos elevando a raiz ao quadrado obtemos um valor próximo do número inicial que é outra maneira de nos indicar que a raiz não é exacta.

 

Se adicionarmos o resto 0,2879 dá exactamente

 

2744,7121 + 0,2879 = 2745

 

Mas ainda temos de verificar se esta raiz é a mais aproximada, por defeito, até às centésimas. Para isso basta escrever o número com a centésima a seguir à da raiz que é


52,40 x 52,40 = 2745,76

 

Será que este número podia ser a raiz de 2745 a menos de uma centésima? Porquê?

palavras-chave:
publicado por Frantuco às 14:24
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O Ano 2010 e as potências...

. O Ano de 2010 e as potênc...

. O Ano de 2010 e as potênc...

. As cidades, as vilas, as ...

. O caderno de exercícios "...

. Os contos das noites de i...

. Mais uma vez o regresso à...

. Grandes Matemáticos - Pit...

. Cereais, legumes, medidas...

. Memórias I

. O Labirinto

. Sapos e rãs ou ovelhas e ...

. Rãs e Sapos ou Ovelhas e ...

. HIPÁTIA DE ALEXANDRIA

. A decomposição de números...

. Grandes Matemáticos - Leo...

. Os algoritmos - o número ...

. Os algoritmos - o código ...

. Os caminhos do João

. As probabilidades no dia ...

. As probabilidades no dia ...

. O tempo, os relógios e as...

. As probabilidades e os an...

. Vamos aos gambuzinos

. O jardim de pedra

. De novo as eleições - as ...

. Os frutos secos do Natal

. As caminhadas, as pesagen...

. O Método de Hondt

. O jogo do NIM - segunda v...

. O jogo do NIM - primeira ...

. A travessia da ponte - no...

. Algoritmos - A fórmula de...

. Algoritmos - O teorema de...

. Um problema de idades

. INVERSÕES

. A travessia da ponte

. O carteiro, as idades e o...

. A herança do lavrador

. O relógio, as horas e os ...

. A decomposição de números...

. O problema das idades

. CAPICUAS

. DINHEIRO FALSO

. O Pombal das cem pombas

. Números e cálculo mental

. Poesia Matemática

. Os algoritmos - raiz quad...

. Os algoritmos - raíz quad...

. Os algoritmos - algoritmo...

.arquivos

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

.palavras-chave

. todas as tags

.links

.visitas

track web site traffic
Netflix Rental
blogs SAPO

.visitantes