Terça-feira, 16 de Junho de 2009

HIPÁTIA DE ALEXANDRIA

 

 

A história da Matemática está recheada de matemáticos-homens, ou, melhor, foi feita por homens. Ao longo dos séculos as mulheres foram sempre colocadas numa posição subalterna em relação aos homens, mas também foram sempre “sacrificadas” e marginalizadas. Apesar disso é possível encontrar na história da matemática algumas mulheres que se tornaram notadas e ficaram na história, principalmente, pela sua inteligência, pela sua cultura, pelo seu valor.

As mulheres que se destacaram na matemática até ao século XX contam-se pelos dedos das duas mãos. Entre os génios matemáticos da Antiguidade conta-se Hipátia de Alexandria (370 - 415), a primeira grande matemática de que se tem conhecimento e que ficou na história, exactamente por ser uma mulher muito bela e ao mesmo tempo com muito saber, gentileza, palavra e talento.

A sua educação envolveu arte, ciência, literatura, filosofia, oratória, retórica e religião. O seu pai, Teon de Alexandria, eminente matemático no Museu de Alexandria do qual chegou a ser director, foi o seu professor, com o qual aprendeu geometria e astronomia

Viveu numa época de confrontos religiosos e foi vítima deles. Negando ter qualquer religião, apresentando-se como ateia, foi torturada até à morte pelos seguidores de S.Cirilo, fanáticos cristãos que não lhe perdoaram a inteligência e o fulgor da sua beleza e sabedoria.

Embora não se conheça a sua obra fala-se que escreveu sobre Diofanto e Apolónio (Tratado sobre as cónicas – elipse, hipérbole e parábola) e juntamente com o seu pai terá escrito um tratado sobre Euclides. No entanto, das suas obras pouco se conhece.

Fala-se de Hipátia pelo seu destino trágico, pela sua beleza e inteligência, mas também pela sua contribuição científica. Através das cartas que um seu ex-aluno, Synesius de Cirene (370 – 413 d.C.), lhe escrevia a pedir conselhos, sabe-se que ela inventou instrumentos para a astronomia – astrolábio e planisfério – e também aparelhos para a física – o hidroscópio.

A maior parte destas informações foram obtidas no site cujo endereço é http://www.educ.fc.ul.pt/docentes/opombo/seminario/hipatia/hipatia.htm

Como as mulheres matemáticas foram tão poucas e da sua obra pouco se conhece vou apresentar um enigma atribuído a uma mulher matemática, também célebre, mais pela sua origem aristocrática, filha de Lorde Byron – poeta inglês do século XIX – Augusta Ada King Byron, condessa de Lovelace.

 

Um enigma proposto por Ada Lovelace

 

Esta mulher do século XIX (toda a sua vida decorreu durante esse século) ficou famosa, sobretudo, pelos seus trabalhos com Charles BABBAGE na invenção da sua máquina de calcular.

Segundo contam, certo dia perguntaram-lhe qual era a sua idade e ela respondeu:

“Se trocarmos a ordem dos dois algarismos da minha idade e elevarmos esse número ao quadrado, obtém-se justamente o ano em que estamos”.

Em que ano se deu esta conversa? Em que ano nasceu Ada Lovelace?

palavras-chave:
publicado por Frantuco às 16:21
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. HIPÁTIA DE ALEXANDRIA

.arquivos

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

.palavras-chave

. todas as tags

.links

.visitas

track web site traffic
Netflix Rental
blogs SAPO

.visitantes